I love God, my family, boys and System of a down.


Eu tenho essa mania de desistir quando tudo dá errado ou quando há algum obstáculo. Já me acostumei a desistir de tudo, sem preocupação alguma, e agora vejo a burrada que fiz. Foi um grande erro. 

"-Eu te falei" - várias pessoas jogaram na minha cara. Eu errei, estou ciente disto, não preciso ser lembrada. (caidebunda)  


Não deixe a sociedade te julgar. Seja quem você é. Não deixem que te imponham limites, que te encham de regras idiotas que só servem para atrapalha a sua vida. Grite, exija seu direito. Seja você, mesmo que seja feio, estranho, pobre, bizarro. Não se passe por quem você não é. (caidebunda)


Aprenda o valor de um sorriso. Então sorria. Sorria para as coisas bobas, sorria sem nenhum motivo, sorria se estiver triste, sorria se estiver alegre, sorria quando cair, sorria mais quando levantar. Apenas sorria. Seu sorriso pode ser importante para outras pessoas e você ao menos sabe o valor dele. Não implante má faces no seu belo rosto, ele é lindo demais para merecer isso. Sorria quando alguém te elogiar, sorria se alguém fizer um comentário maldoso sobre você - isso irá afetá-lo, e como! - sorria mais e leva a vida simplesmente. Apenas sorria. (caidebunda)


Mude. Mude sempre. Não deixe a rotina acabar com você, pois um dia você se cansa dessas atividades corriqueiras, das mesmas coisas, pessoas, músicas. Escandalize, solte suas feras, fale o que vier na cabeça, diga a verdade, doa em quem doer. A vida é sua, você que a define, você é quem escolhe o caminho. Só deixem que as malvadas estraguem o  plano de dominar suas cabeças. (caidebunda)


Correr atrás ou deixar pra trás? Venho me perguntando isso todos os dias. Se gostamos, corremos. Se não fazemos questão alguma, deixamos pra lá. Coisas fúteis só fazem atrapalhar nossa vida. Ao menos nessa vida temos alguém que a gente faça questão. Sim, eu faço questão de muitas. E são dessas muitas que me cativam, e que eu sei que posso confiar, sem duvidar de nada, de nenhuma palavra. São essas almas bondosas que me ajudam sempre, sem eu ao menos pedir ajuda. (caidebunda)


«1234567891011121314151617181920»